[ Qual é o preposto ideal? ]

O preposto ideal é o profissional, aquele empregado especializado, que possui treinamento e já participa com frequência das audiências trabalhistas.

Normalmente o preposto é um empregado da área de Recursos Humanos deslocado para essa atividade.

A vantagem em escolher um empregado da área de RH é a de possibilitar o distanciamento emocional da pessoa do reclamante, por não manter qualquer relação de proximidade com o mesmo.

O empregado que comparece usualmente às audiências adquire um amplo conhecimento prático da legislação trabalhista quanto às especificidades relacionadas aos processos da empresa.

O preposto eventual, como por exemplo, o gerente que dirigiu os trabalhos do reclamante, normalmente possui conhecimento de primeira mão dos fatos, superior àquele que pode ser obtido pelo empregado deslocado de outra área da empresa que não estava ligado ao local de trabalho.

O preposto eventual, que trabalhou no mesmo ambiente do reclamante, pode sofrer constrangimento em decorrência do litígio, porque esteve sob sua subordinação ou que trabalhou lado a lado.

O elemento humano deve ser levado em conta na hora de se indicar um preposto, porque certas pessoas por sua características pessoais estão mais aptas ao exercício dessa atividade, que exige capacidade de comunicação e adaptabilidade a situações novas.

De qualquer modo, a escolha deve ser cercada de cautelas, tendo em vista a enorme responsabilidade que lhe é confiada.

_________________

Eduardo Luis Souza de Athayde Nunes. É advogado e professor. Atualmente, trabalha em pareceria com a empresa EDUCAREVIRTUAL, no ensino a distância, em Brasília/DF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *